Swift

Entrevista com Esther Vieira

Esther Vieira, para quem não sabe, é a garota para quem eu daria o prêmio de "Polêmica do Ano Brasil". Ela foi vítima de racismo por parte do Caíque Gama, da banda Fly, quando eram crianças.

Os dois eram vizinhos e assim que saiu a revista Atrevida em que os garotos da banda são entrevistados e onde o Caíque fez comentários sobre garotas de cabelo ruim, ela soltou a sua voz na página do Facebook do cantor e seu post acabou rodando o país inteiro:



E uns dias atrás eu tive a oportunidade maravilhosa de entrevistar a própria Esther e saber um pouco mais sobre ela e como foi quando o post estourou:

EuSão só algumas perguntas. Vou começar começar com uma curiosidade minha, notei que você estuda na Mackenzie, qual curso você faz?

EstherOi, então eu faço Publicidade heheh.

EuAgora sobre o texto: Você imaginava que fosse ter tanta circulação quando o escreveu?
Esther: Não, pra mim ia ser aquele texto de sei lá, 60 curtidas e depois ele seria apagado. Rs.

EuFicou muito surpresa quando começou a ser repassado por todo o Facebook?
Esther: Muito. Porque a galera quis me apoiar, se comoveu realmente.

Eu: Eu achei isso muito lindo, mas também percebi certos(as) fãs defendendo o Caíque. Algum(a) fã foi reclamar com você ou te criticar?
Esther: Sim tiveram inúmeras dãs criticando. Fiquei com muita pena de algumas, achei preocupante o tipo de idolatria que elas tem por aqueles meninos.
Eu: Aham, verdade.
Esther: Mas espero que seja fase, que os pais também saibam educá-las de uma forma que mostre que a vida não é bem por aí.
Tem muito que se admirar pelas coisas certas, pessoas de bem. Tudo ali é muito superficial pra mim entende?
Mas é fase né!
E outra, tiveram fãs maduras, lindas, que me admiraram, reconheceram o erro dos seus "ídolos" e de certa forma acredito que elas levarão essa lição consigo. Umas se decepcionaram de tal forma, que chegaram a comentar que não querem mais curtir a banda
Aí vai de cada um né!
Sinceramente, daqui uns três anos talvez acabe
É aquela coisa de momento. Restart, cine.

Fases né.

EuE de parte do Caíque? Ele respondeu de algum jeito ou disse alguma coisa diretamente para você?
EstherRespondeu por inbox, inclusive preciso muito com urgência postar isso no meu face haha.

EuE depois dele, vieram outros casos de preconceito contra você?
Esther: Na infância e adolescência sim.

EuComo superou e se livrou de gente assim? Foi difícil?
Esther: Não me livrei muito, foram pessoas de convívio. Pessoas da escola na maior parte das vezes
Foi difícil, mas quando você não entende bem o que está acontecendo, você apenas ignora, que é o que meus pais falavam. Você acha a pessoa idiota e segue a vida

EuE por último: você tem alguma dica para pessoas que possam estar em situações parecidas com a sua?
EstherConverse com alguém que possa te ajudar. Se oriente, crie argumentos e encare as pessoas que fazem isso com você, o mais importante também, é você afirmar sempre pra si mesmo o que você é, pra você não passar a acreditar no que as pessoas dizem sobre você, quando elas te julgam
não ligue, você sabe sua essência.


Sendo que a entrevista foi feita no início do mês, a tal resposta do Caíque já foi divulgada na página dela:







Além da história da Esther existem mais duas imagens correndo pelas redes sociais acusando o Caíque não só de racismo, como homofobia também:

                                         





Então gente, é só isso mesmo. Queria agradecer a Esther por ter me deixado entrevistá-la e também por ter soltado a sua voz inspirando muitas pessoas por aí.
Além disso, eu queria avisar que vamos começa com alumas entrevistas e com temas diferentes aqui pelo blog, vamos sair de apenas literatura e mundo pop.
Até, gente!

Leia Também

5 comentários

  1. Arrume uma noticia mais atual toninho!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E para de me imitar com as entrevistas...

      Excluir
    2. Desculpa se não compreendeu, mas meu intuito não foi trazer notícias novas e views. Meu intuito foi mostrar meu respeito e admiração à Esther, ao que ela fez e à causa.
      Obs.: Desculpa ter "roubado" a sua ideia de entrevistas, esqueci que tu que inventou ela. Fiquei sabendo que o Jornal Nacional tem usado essa ideia também,cobre os créditos! Se liga hem!
      Passar bem.

      Excluir