Swift

Minhas séries favoritas da estação

2017 começou com novos seriados no ar, e, se você é como eu, já fez a sua checklist. A minha, até o momento, inclui The Good Fight, Emerald City, American Housewife, Riverdale, Big Little Lies e Legion. Quatro das seis eu já comecei e pretendo dar um pequeno review a cada mês do que estou achando.


Pra começar, a famigerada Riverdale:


Tudo está bem na cidade ribeirinha marcada por uma comunidade colegial muito ativa, até que, sem explicações, todos se encontram como suspeitos da investigação da morte de Jason Blossom, capitão do time de futebol americano que, depois de ter seu barco virado no rio, não foi mais visto. Inspirada no Archie Comics, a série acompanha a vida no colégio e como todos lidam com a morte e com suas vidas sendo reviradas a cada vez que uma nova prova aparece.

Agora, The Good Fight:


Spin-off do amor da minha vida, The Good Wife, a série mostra a vida de Diane Lockhart depois da saída da advogada Alicia Florrick de sua rotina. Com seu pedido de aposentadoria em mãos, Diane se vê em frente a um grande escândalo quando todo seu dinheiro (fgts) é desviado pelo seu responsável em uma trama de corrupção. A situação piora quando é contado que a filha do responsável pela aposentadoria de metade da cidade, é afilhada de Diane e a mais nova estagiária de sua firma. Agora, já com seu pedido de demissão, sem dinheiro e sem trabalho, ambas lidam com a crise de difamação.

Legion: 



Minha produção do FX favorita de longe e, provavelmente também, a melhor série derivada da Marvel. No meio da confusão da síndrome de múltiplas personalidades, David Haller, o mutante Legião e filho do próprio Professor Xavier, mostra de todos os pontos d e vista habitantes de sua cabeça a sua vida e seus poderes descontrolados. Um poder por personalidade, uma personalidade por passo dado. Não consigo apontar um erro, seja no roteiro ou na trama em si.

E, por último, Big Little Lies:


Quem diria que eu me apaixonaria por mais uma trama de mães, donas de casa e, coincidentemente, envolvidas com morte? É como se somasse Desperate Housewives e Pretty Little Liars em uma história que tem chamado muita atenção pelo seu elenco. A cidade de Monterey é espantada por um assassinato que pode culpar e expor diversos segredos, e ainda acirrando as rivalidades entre as mulheres da região que carregam em seus ombros - além da culpa- a responsabilidade de criar filhos em uma escola de elite.

Provavelmente você tá morrendo de medo de ter que se manter atualizado em todas suas séries, assim como eu. Mal conseguia antes, e a cada nova que lança, só piora. Para sempre ficar atualizado do que ando assistindo, vocês podem seguir o meu TvShow Time: @Antoniojm.

Leia Também

0 comentários